Correntes e mentiras

Por: Marcos Rubio

Todos sabem o quanto é difícil manter uma vida social equilibrada, afinal, precisamos conviver com família, amigos, vizinhos, colegas de trabalho e de escola, enfim, conviver com a sociedade.



A cada ano de vida que conseguimos alcançar, aprendemos um pouco mais a questionar, a analisar tudo a nossa volta, fatos, dados, acontecimentos, pessoas. Não saímos por aí reproduzindo aleatoriamente tudo e qualquer coisa que ouvimos dos outros sem sequer saber a veracidade dos fatos, pois com certeza, não queremos nos tornar FOFOQUEIROS nem MENTIROSOS.



Por que na internet é diferente?

 

Pense por poucos segundos e já lembrará de alguma mentira que você viu veiculada na internet, seja em sites, blogs ou redes sociais.  No facebook por exemplo, temos a opção de compartilhar a postagem de alguém, se achamos legal, divertido ou interessante, queremos mostrar para nossos amigos, pois eles podem gostar também.

O problema ocorre quando nos deparamos com notícias, com denúncias, com coisas mais sérias que deveriam ser analisadas com mais cautela antes de ser disseminada internet afora sem o mínimo de questionamento, sem avaliar as consequências de uma possível mentira, fraude, calúnia ou o prejuízo que podemos causar a alguém.




Já houveram mortes por isso, você sabia?


Lembram daquela dona de casa que foi espancada e morta pela população após a postagem de um retrato falado, que denunciava uma mulher acusada de tentar sequestrar uma criança?
Se não sabe do que estou falando, confira AQUI.

Quando compartilhamos alguma informação, devemos ter consciência de que estamos diretamente ligados aquela publicação, mesmo que repassando a publicação de terceiros, e sendo assim, se isso causar algum dano a alguém, também somos responsáveis por isso, inclusive judicialmente.

Tenho certeza que quem compartilhou a publicação que causou a morte de uma pessoa inocente, aprendeu isso da forma mais dolorosa possível, pois mesmo que não tenham sido punidos criminalmente, levarão na consciência eternamente a culpa, mesmo que involuntária pela MORTE da moça, mãe de duas filhas.

Há incontáveis publicações na internet afirmando que se você curtir, repassar por e-mail ou compartilhar o material, a pessoa ou causa em questão será ajudada com "X" centavos ou reais.


Nenhuma empresa ajuda ninguém por número de curtidas ou compartilhamentos, empresas ou Ongs que trabalham sério, divulgam seu trabalho através de postagens reais de algo positivo que fazem, com um perfil ou página própria para serem encontrados por pessoas que desejem ajudar.

Enquanto que os Hoaxes(Boatos virtuais), apresentam-se pedindo curtidas e compartilhamentos sem ter dados específicos sobre a causa, como data,  nome completo ou perfil das pessoas ou empresas envolvidas e sem citar fontes confiáveis sobre tal conteúdo. Então, NUNCA compartilhe nada que promete doar nenhum valor por curtidas ou compartilhamento, isso não existe!


Pesquise antes!

 

Se você se deparar com uma publicação que considere de utilidade pública e que ache importante compartilhar, pesquise antes, veja se procede tal informação, confira os nomes citados, os locais, as causas, pesquise em mais de uma fonte, em mais de um link. Mas atenção, ter muitos sites na internet citando o mesmo assunto não quer dizer que seja absoluta verdade, afinal, muitos reproduzem material de forma incoerente e inconsequente.



Uma das formas um POUCO mais segura de confirmar alguma informação, é buscando sobre o assunto em links de páginas de empresas conhecidas, como páginas oficiais de emissoras de TV, de rádio ou de revistas, pois essas DEVEM ou DEVERIAM produzir material com uma base mais sólida e com uma pesquisa mais contundente.

E se fosse com você?

 

Imagine você abrir seu Facebook e se deparar com uma foto sua circulando na internet como um criminoso procurado, e pior, ver que já há centenas ou milhares de compartilhamento, afinal, não são poucos os que compartilham qualquer coisa sem ter certeza se aquilo é verdade ou não.

Seria desesperador, com certeza!






Algumas consequências que um Hoax pode causar:

 

Pode causar constrangimento a alguém, quando criado para caluniar, difamar ou expor uma pessoa, isso pode até mesmo levar pessoas ao suicídio como o caso da menina Amanda Todd.

Pode causar enormes prejuízos a empresas e organizações, que além de ter sua credibilidade afetada, precisam responder e desmentir os boatos de forma convincente e clara.

Pode causar danos a saúde, quando o boato demonstra técnicas para emagrecer ou para criar músculos por exemplo.

Pode causar paranóia ou desconforto emocional, quando expõe imagens ou estórias chocantes, como pessoas ou animais mortos, mutilados, etc...

É visível que esses boatos não trazem nada de positivo para ninguém, por isso é muito importante evitá-los e combatê-los fortemente.

Os Hoaxes (Boatos) mais conhecidos da internet:

 

 

1)  Descubra quem visitou seu perfil do Facebook.
2)  Facebook cobrará taxas de serviço.
3) Fotos de Paul Walker morto.
4) Dilma vai acabar com a Internet.
5) Ar condicionado do carro contém benzeno que causa câncer.
7) O acidente da Malaysian matou 100 pesquisadores da cura da aids.
8) Bandeira do Brasil aparece em foto no rio Amazonas.
9) Governo investirá 13 milhões para criar uma estátua do Lula.
10) Tigre que atacou menino na cidade de Cascavel será sacrificado.
11) Crianças com problemas físicos são enterradas vivas por índios.
12) Filho de Lula é dono da Friboi.
13) Lula lendo livro de cabeça pra baixo.
14) Suzana Richthofen é presidente da Comissão de seguridade Social e Família.
15) Senha invertida no caixa eletrônico aciona a Polícia.

Essas 15 mentiras virtuais citadas acima, você pode conferir no site E-farsas , que é uma excelente
fonte para verificar se alguma informação é verdadeira ou falsa, pois são especializados nesse tipo de conteúdo há mais de 10 anos.

Essa postagem teve a intenção de alertar os internautas sobre a importância de não disseminar mentiras pela rede, pois essas mentiras podem prejudicar gravemente muitas pessoas, e não desejamos que isso aconteça a ninguém, nem a nós mesmos.

Gostou da Postagem? Tem alguma dúvida ou deseja fazer alguma correção? Deixe seu comentário.


Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário:

Postar um comentário